PSV renascendo

O Projeto Semente Viva está renascendo!!!! A semente plantada há 4 anos, teve como inspiração a tia Zilda, que aparece aqui nesta foto em primeiro plano segurando uma mudinha de planta, como que ofertando a todos nós novas possibilidades!

Sou grata a direção da Casa de Repouso São francisco de Paula, que teve a iniciativa de re ascender o Projeto! os idosos que lá residem sempre foram simpatizantes com o mesmo, e tenho certeza que ficarão muito felizes em poder participar de alguma forma deste momento.

Que deus abençoe a todos!

Paz e Luz!!!!

PSV

PSV

PSV1

PSV1
PSV reinicia na Casa de Repouso São Francisco de Paula

Mini Horta em casa

E quem disse que espaço reduzido impede de cultivarmos nossa horta em casa? vejam só esta idéia!!!!!!!! Experimente, tente, faça algo diferente!!!!!!!

Jardim de Hortaliças

Ultimamente resolvi resgatar aquele lado em mim que adora o contato com a Natureza! como disponho de pequenos espaços em casa, vou aos poucos adaptando... como uma caminhada começa sempre com o 1º passo, estou na fase de enamoramento com os utensílios necessários para a minha pequena horta. Em breve vamos colher e comer algumas verduras que aqui serão cultivadas. ]

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Aspectos culturais das principais plantas medicinais


Muitos são as matérias que falam sobre plantas medicinais , cultivo, cuidado com o solo, utilização, e esta abaixo aborda de forma simples algumas orientações. Assim:

PLANTAS HERBÁCEAS TENRAS E ARBUSTIVAS MENORES:



Cultiva-se em sistema de canteiros diversificados (hortas), com 1 metro de largura e de comprimento variável, de acordo com as condições locais. Estes canteiros devem ser bem adubados com matéria orgânica, bem drenados, de fácil manejo de forma que as plantas fiquem em fileiras, no sentido do trajeto do sol. Os espaçamentos entre plantas variam de 20 a 50 cm, dependendo da espécie utilizada. Devem ser em locais de fácil irrigação e próximos ao viveiro de mudas.

1) Açafrão da Índia (Curcuma longa)

- Multiplicação: por rizomas (cortam-se pedaços com gema e preparam-se as mudas);

- Cultivo: Plantio em covas de 10 cm de profundidade em terrenos úmidos e afofados, com espaçamento de 0,5m X 0,5m;

- Colheita: colhem-se os rizomas 8 a 10 meses após o plantio (quando as folhas amarelarem). Os rizomas lavados e secos, devem ser conservados em vidros de boca larga e escuros ou latas, bem tampadas.

2) Acelga (Beta vulgaris)

Multiplicação: reproduz-se por sementes

Cultivo: plantio em solos neutros, prefere clima ameno e irrigação constante. Plantada em canteiros;

Colheita: colheita o ano todo. Geralmente planta-se na primavera e no final do verão, com duas colheitas por ano.

3) Alcachofra (Cynara acolymus)

- Multiplicação: por rizoma e por semente;

- Cultivo: plantio em clima temperado e subtropical . Forma touceira de até 2m. Exige solos férteis, frescos e arejados e espaçamento de 0,5m X 1,00m;

- Colheita: colhe-se as folhas antes da floração ou as flores. Os rizomas também podem ser colhidos 100 a 140 dias após o plantio. As folhas são secas à sombra, em local fresco e arejado, devendo ser acondicionadas em sacos de papel ou pano. As flores devem ser consumidas logo após a colheita.

4) Alecrim da horta ( Rosmarinus officinalis)

- Multiplicação: propaga-se por sementes, estaquia e mergulhia (mudas).

- Cultivo: o plantio deve ser feito em solos secos, leves, porosos, com espaçamento de 0,5m X 1m;

- Colheita: colhe-se os ramos, o ano todo, podando as plantas mais viçosas.

A conservação das folhas faz-se dessecando-as à sombra e em local ventilado, acondicionando-as em vasilhame sem ar.

5) Alfazema (Lavandula vera)

- Multiplicação: por sementes e estaquias (mudas);

- Cultivo: planta de clima subtropical. Planta-se as mudas em solos ricos em húmus, porém, com pouca umidade. O espaçamento ideal é de 50cm por 1m;

- Colheita: retira-se as espigas quando as flores se abrirem. As folhas também são colhidas, na época da floração. As espigas e as folhas devem ser secas à sombra e em local ventilado, acondicionando-as em sacos de papel bem fechados, ou ainda produzindo farelo das folhas secas e acondicionando-o em pote de vidro hermeticamente fechado.

6) Alho comum (Allium sativum)

- Multiplicação: reproduz-se por dentes (parte do bulbo);

- Cultivo: plantio em canteiros com bastante húmus, com espaçamento de 0,25 X 0,25m. Faz-se o uso de cobertura morta para conservação da umidade. Irriga-se diariamente por infiltração;

- Colheita: Colhem-se os bulbos quando a planta estiver seca. Seque-os à sombra e amarre-os em réstias. Conserve-os em local seco, arejado e com pouca luz.

7) Anis (Pimpinella anisium)

Multiplicação: reproduz-se por sementes para plantio direto ou formação de mudas em canteiros e por estaquia (mudas);

Cultivo: em espaçamento de 0,50m X 0,20m;

Colheita: 4 meses após o plantio quando as sementes começam a amadurecer. Seque as sementes sobre um pano à sombra e conserve-as em vidros secos e sem ar.

8) Arruda (Ruta graveoleus)

Multiplicação: por estaquia (mudas) e sementes;

Cultivo: prefere solos secos e orgânicos, desenvolve-se em qualquer clima. É exigente em irrigação e adubação orgânica. Produz-se mudas com estacas dos ramos e depois de 2 ou 3 meses planta-se no local definitivo em espaçamento de 0,5 metro entre plantas em fileiras de 1 metro entre elas. A adubação orgânica deve ser feita nos sulcos ou nas covas 15 dias antes do plantio;

Colheita: colhem-se os ramos com folhas verdes (existe a arruda "macho" e a "fêmea" de folhas menores).

9) Artemísia (Artemisia vulgaris)

Multiplicação: por estacas ou ramos e estolões com gemas;

Cultivo: planta de origem européia de adaptação cosmopolita. Planta-se no início do período chuvoso até o outono. Não exige solos, mas desenvolve-se melhor em solos adubados, arejados e com irrigação;

Colheita: colhem-se as folhas no período da floração, as raízes o ano todo.

10) Babosa (Aloes vera)

Multiplicação: semente ou estaquia dos rizomas (mudas);

Cultivo: originária da África e Ásia. Prefere clima quente e úmido, solos arenoargilosos, arejados e com relativa matéria orgânica. Não suporta excesso de água, por isso a irrigação deve ser moderada;

Colheita: as folhas são colhidas à noite.

11) Bardana (Arctium lappa)

Multiplicação: sementes e mudas da porção inicial da raiz;

Cultivo: planta japonesa que se adaptou aos climas diversos do Brasil. Planta-se na primavera e no outono. Prefere solos arenoargilosos, profundos, férteis, drenados e arejados. Plantio em sistema de canteiros (hortas). É exigente em irrigação e adubação orgânica;

Colheita: colhem-se as raízes 3 meses após o plantio, antes da floração.

12) Calêndula (Calendula officinalis)

Multiplicação: por sementes;

Cultivo: planta européia de adaptação cosmopolita. Prefere solos secos, arejados e com alguma matéria orgânica. Planta-se em sementeiras e faz-se o transplantio para o local definitivo ou ainda faz-se o plantio no local definitivo. O espaçamento é de 0,5m entre plantas e fileiras de 1 m entre elas.

Colheita: colhem-se as folhas e flores durante o período da floração.

13) Camomila (Matricaria chamomilla)

Multiplicação: por sementes;

Cultivo: planta européia, de clima ameno. Adapta-se em climas diversos. Prefere solos orgânicos, arejados e frescos. Planta-se, nas regiões quentes, no período do início do inverno e em regiões de clima ameno, na primavera. O espaçamento é de 30cm entre plantas e de 80cm entre fileiras;

Colheita: colhem-se as flores e botões florais no início da floração.

14) Carqueja (Bacchais trimera)

Multiplicação: por sementes ou por estacas (mudas);

Cultivo: planta brasileira, prefere regiões montanhosas onde o clima é ameno. Prefere solos secos, latossolo vermelho ou alaranjado, arejados. Responde a pequenas quantidades de matéria orgânica, não sendo exigente em irrigação;

Colheita: colhem-se as folhas quando novas tendo o cuidado de eliminar bolores que costumam desenvolver-se nelas.

15) Cavalinha (Equisetum arvense)

Multiplicação: por estacas dos rizomas ou por esporos bissexuados;

Cultivo: é cosmopolita. Prefere solos úmidos e pantanosos, ricos em matéria orgânica. Planta-se o ano todo em espaçamento de 30cm entre plantas e 50cm entre fileiras. Pode ser plantada em terrenos livres ou em canteiros. É exigente em irrigação;

Colheita: colhem-se os caules estéreis.

16) Coentro (Coriandrum sativum L.)

Multiplicação: multiplica-se por sementes;

Cultivo: prefere clima quente e solos arenoargilosos ricos em húmus. Planta-se o ano inteiro em covas de 20cm entre elas, colocando-se 2 a 3 sementes por cova. Faz-se o desbasto deixando-se apenas 1 planta por cova após 15 dias da queimação;

Colheita: 2 meses após o plantio colhem-se as folhas. Quando frutificarem estes devem ser colhidos e colocados para secar ao sol brando.

17) Confrei (Symplytum officinale)

Multiplicação: multiplica-se por mudas de rizoma;

Cultivo: prefere clima ameno embora tolere climas adversos. Requer solo rico em matéria orgânica, úmido, não encharcado. Planta-se os rizomas (ou mudas) nas covas com espaçamento de 50cm entre plantas. Após serem adubadas com húmus ou esterco (2l por cova). Os melhores meses para o plantio são de agosto a novembro, de preferência em locais com bastante luminosidade. Esta planta é considerada perene (dura mais de 10 anos);

Colheita: 3 meses após o plantio colhe-se as folhas e 2 anos após começam a colher-se as raízes.

18) Cordão de frade (Leonotis nepetaefolia)

Multiplicação: por sementes;

Cultivo: Em solos argiloarenosos e em climas quentes. É originária da África e da Índia, bem aclimatada no Brasil;

Colheita: as folhas e talos devem ser colhidos na floração.

19) Dente de leão (Taraxacum officinale)

Multiplicação: por sementes ou mudas do rizoma;

Cultivo: em climas diversos e solos pobres com pouca umidade;

Colheita: colhem-se as folhas durante a floração (julho — setembro).

20) Erva doce (Foeniculum vulgare)

Multiplicação: por semente;

Cultivo: originária das regiões próximas ao Mediterrâneo, adaptou-se bem em todos os climas brasileiros. Exige solos frescos, drenados, férteis e pode ser plantada o ano todo em espaçamento de 30cm entre plantas. Responde a irrigação nos períodos de estiagem.

Colheita: colhem-se os frutos quando maduros e as "cabeças" (região entre o caule e a raiz). As folhas são colhidas o ano todo.

21) Erva de São João (Ageratum conyzoides)

Multiplicação: por sementes;

Cultivo: em solos frescos, úmidos e férteis. O plantio deve ser por semeadura direta no terreno preparado com bastante matéria orgânica;

Colheita: o ano todo durante a floração.

22) Erva de Santa Maria (Chenopodium anbrosioides)

Multiplicação: por sementes ou estacas (ramos);

Cultivo: planta mexicana que se adapta a todos os climas do Brasil. Não exige solos, mas responde a adubação orgânica e a irrigação. Planta-se o ano todo em espaçamento de 30cm por 80cm.

Colheita: colhem-se as folhas e flores no início da floração para uso medicinal ou como inseticidas, para controle de pragas das outras plantas, em pulverizações semanais, assim como a solução feita com folhas de fumo.

23) Estévia (Stevia rebaudiana)

Multiplicação: por sementes ou por estaquia;

Cultivo: originária do Paraguai, em altitudes entre 1000m a 1500m e com temperaturas médias de 23o C. Planta-se as mudas em solos arejados, secos e adubados com matéria orgânica, de preferência na primavera. O espaçamento deve ser de 30cm entre plantas e 50cm entre fileiras. O cultivo econômico desta planta já vem sendo feito nos estados do Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo;

Colheita: entre 3 a 5 meses do plantio, colhem-se as folhas que contém glicosídeos. Podem ser secas à sombra para uso posterior.

24) Gengibre (Zingiber officinale)

- Multiplicação: por rizoma (cortam-se em pedaços com gema) e faz-se o plantio direto ou preparam-se as mudas (até 3 meses);

- Cultivo: plantio em covas de 10 cm de profundidade em terrenos arenosos, leves, férteis e bem drenados com pH=5,5, com espaçamento de 0,5m X 0,5m;

- Colheita: colhem-se os rizomas 7 meses após o plantio das mudas ou 10 meses após o plantio direto. Os rizomas devem ser lavados, secos ao sol por 6 dias e acondicionados em vidros escuros ou sacos de pano.

25) Hortelã da horta (Mentha villosa)

Multiplicação: reproduz-se por estacas (ramos), principalmente;

Cultivo: tolera climas diversos. O plantio pode ser feito o ano todo. Tolera solos ácidos, mas produz muito em solos orgânicos. A irrigação deve ser freqüente. O espaçamento deve ser de 30 cm entre as plantas;

Colheita: colhe-se o ano todo, seis meses após o plantio. As folhas devem ser usadas preferencialmente verdes.

26) Hortelã-Pimenta (Mentha piperita)

Multiplicação: reproduz-se por estacas, rizomas (mudas), principalmente;

Cultivo: prefere clima frio, embora adapte-se bem em qualquer clima. O plantio se faz a qualquer época. Prefere solos ricos em matéria orgânica; não suporta solos ácidos. É exigente em termos de água, por isso deve-se irrigá-la com freqüência;

Colheita: 60 dias após o plantio, colhe-se as folhas durante o ano todo, para serem utilizadas de preferência verdes.

27) Losna (Artemisia absinthium)

Multiplicação: por estaquias;

Cultivo: originárias da Ásia, adapta-se bem em qualquer clima do Brasil. Exige solos bem arejados, arenoargilosos e bem adubados com matéria orgânica. Planta-se em canteiros com espaçamento de 30cm entre plantas;

Colheita: colhem-se as folhas o ano todo.

28) Macela (Achymocline satureioides)

Multiplicação: reproduz-se por sementes;

Cultivo: em clima ameno, com bastante sol. Plantam-se as sementes nas covas, de 50 em 50cm, de setembro a novembro. Não exige solos férteis. A irrigação deve ser somente quando houver um período de estiagem;

Colheita: colham as flores e sequem-nas à sombra

29) Malva (Malva sylvestris)

Multiplicação: reproduz-se por sementes ou estacas (mudas);

Cultivo: prefere clima ameno, embora suporte temperaturas elevadas. O plantio, é feito na primavera com espaçamento de 60 cm entre as plantas. Exige solos férteis, por isso deve-se adubar com bastante matéria orgânica. A irrigação deve ser semanal, quando não chover.

Colheita: colhem-se as folhas a partir do 6o mês, secando-as à sombra.

30) Manjericão (Ocimum basilicum)

Multiplicação: reproduz-se por sementes ou estacas (ramos);

Cultivo: prefere clima quente e solos bem drenados. Planta-se o ano todo, de preferência na primavera. O espaçamento deve ser de 50 cm entre plantas. Responde bem a adubação orgânica. Não tolera solos úmidos. Irrigue somente em épocas de pouca chuva;

Colheita: colhem-se as folhas de ramos terminais no início da floração. Podem secá-las em local arejado e à sombra ou usá-las ainda verdes.

31) Mil folhas (Aquiléia) (Achillea millefolium)

Multiplicação: por estacas do rizoma (mudas);

Cultivo: originária da Eurásia. Prefere regiões montanhosas onde o clima é ameno. Não é exigente em solos, mas cresce melhor em solos preparados, corrigidos, adubados com matéria orgânica e irrigação semanal. O espaçamento é de 40cm entre plantas. É necessário que seja feito de 3 em 3 meses um desbaste, visto que a planta possui muitos brotos.

Colheita: colhem-se as folhas no período da floração que geralmente ocorre em outubro.

32) Saião (Kalanchoe brasiliensis)

Multiplicação: mudas produzidas da folha;

Cultivo: planta brasileira, comum na região litorânea de Pernambuco a São Paulo. Adapta-se a qualquer clima. Exige solos secos e suporta solos rasos. É bastante exigente em matéria orgânica. Planta-se em canteiros ou em locais próximos a rochas para aproveitamento do terreno. Gosta de irrigação, mas não suporta excesso de umidade do solo. Existem diversas espécies de Saião e de plantas semelhantes como a fortuna e bálsamo da horta que tem as mesmas funções medicinais.

Colheita: colhem-se as folhas o ano todo.

33) Sete sangrias (Cuphea mesostemon)

Multiplicação: por sementes ou estaquias;

Cultivo: em solos argiloarenosos, preferencialmente úmidos;

Colheita: o ano todo, na floração.

34) Serralhinha (pincel) (Emilia Sonchifolia)

Multiplicação: por sementes;

Cultivo: em campos abertos ou em hortas. Não exige clima nem solo e desenvolve-se melhor em local com relativa umidade e solos férteis;

Colheita: o ano todo, na floração

35) Serralha (Sonchus oleraceus)

Multiplicação: por sementes;

Cultivo: em campos abertos ou em hortas. Não exige clima nem solo e desenvolve-se melhor em local com relativa umidade e solos férteis;

Colheita: o ano todo, na floração

36) Tranchagem (Pantago major)

Multiplicação: por sementes ou mudas do rizomas;

Cultivo: em hortas como a alface;

Colheita: durante a floração (ano todo).



http://afitema.vilabol.uol.com.br/cultivo.htm

Peça e lhe será concedido

Show do Jerry Adriani

Show do Jerry Adriani

Nova Foto do Show de Jerry Adriani

Nova Foto do Show de Jerry Adriani

Chegou a Rede elétrica

Fomos presenteados com a reativação da rede elétrica na área onde serão cultivadas as Plantas Medicinais e Horta Orgânica. Em breve, novas luminárias chegarão !!!Deixamos aqui registrado nossos sinceros agradecimentos!

Rede Elétrica

Rede Elétrica

1ª Colheita de Ervas

1ª Colheita de Ervas

1º Plantio das Ervas

Hoje vimos a realização de um sonho- o plantio da 1ª Mandala!
Rigoberto , Maria Thereza, Silvana e amigos da Horta Árvore da Vida, doaram as primeiras mudas que plantamos em mutirão: Manjericão, Manjerona, Salsa, Cebolinha, Erva Cidreira, Estragão, entre outras. Enquanto um grupo fazia o plantio, outros limpavam o terreno das futuras Mandalas ( Horta e Plantas Medicinais). Foi uma manhã fantástica, e sou eternamente GRATA ao Universo por estar enviando pessoas comprometidas com esta idéia que agora torna-se real!

Plantio

Plantio

Mandala ficou pronta

Hoje dia 24/08/2009 concluímos a construção da 1º canteiro em forma de Mandala, ( onde serão cultivadas Ervas Aromáticas) com a ajuda dos amigos Augusto, Jeronimo e Nelson.Recebemos como doação, 4 mudas de árvores Floríferas, que serão plantadas no centro de cada Mandala, com diferentes cores ( que variam do vermelho ao branco).

Mandala

Mandala

Compostagem

Foi realizada a primeira " virada" da compostagem e as montamos com ajuda de Solange, Dirce e outros amigos da Comunidade do Anil.Todo este material produzido, será misturado a terra no momento do plantio, que deverá ocorrer no decorrer das próximas semanas.

Compostagem

Compostagem

1º Mutirão de Limpeza

1º Mutirão de Limpeza

Início do Projeto

Início do Projeto

Encontro na Associação da Famílias - RJ

Realizamos ontem, dia 14/11/09, sábado, o 1º grupo de alunos da Associação das Famílias, para Inclusão Digital. Estes encontros a serem agendados previamente tem o objetivo de levar noções práticas de Informática aos jovens e participantes da Associação. Serão formados pequenos grupos, e as aulas terão duração de 1 hora, quinzenalmente.( dia e hora a serem combinados).
Também iniciamos aulas práticas de T'ai Chi, para amigos, frequentadores da Associação, e da Horta árvore da Vida , com a finalidade de compartilharmos a filosofia e Arte desta prática milenar.
Nossos encontros serão agendados com antecedência; ambas as aulas são GRATUITAS, e a Associação das Famílias " abre suas portas" para receber aqueles que queiram desfrutar de momentos de integração com a Natureza ( visitando a Horta), e contribuindo com o Planeta.

End: Estrada do Pau Ferro 927- Freguesia Jacarepaguá- RJ

Encontro na Associação

Encontro na Associação

Horta Orgânica em Mendes

Horta Orgânica em Mendes

Apresentação da Tecnologia